fbpx

Fisioterapia preventiva para idosos: conheça os benefícios

A taxa de envelhecimento dos brasileiros está entre as que mais crescem no mundo. Nos últimos 40 anos a população de idosos aumentou quase cinco vezes. Saltou de 1,7 milhões para 8,8 milhões e já representa 4,6% da população. Diante dessa realidade, é importante a existência de iniciativas que encorajem ativamente o envelhecimento saudável.  Afinal, com o avançar da idade é natural que haja perda da sensibilidade, do controle sobre os movimentos e suas aplicações nas atividades diárias.

 Em qualquer fase da vida uma pessoa pode ser submetida a um tratamento de fisioterapia, mas na terceira idade há uma importância maior não apenas de tratamento, mas como prevenção. Por meio de alongamentos globais, fortalecimento da musculatura enfraquecida e com treino de marcha é possível evitar posturas viciosas que geram encurtamentos musculares e dores.


É comum também que os idosos sintam dor na região cervical e na lombar. Para esses pacientes, a fisioterapia tem importante papel no tratamento analgésico e anti-inflamatório, favorecendo assim, o menor uso de medicamentos e diminuindo as crises agudas.

Na última sessão domiciliar de fisioterapia do seu Manoel, foi desenvolvido alongamento nos membros acometidos pelo AVC, mobilização articular que visa restaurar a amplitude dos movimentos, treino de força e de atividades de vida diária. 

De acordo com a fisioterapeuta da Neurofisio Intensiva, Maiara Tino, a fisioterapia na terceira idade é muito importante porque ajuda a reduzir riscos de complicações ou sequelas após quedas ou até um AVC, por exemplo.

Portanto, podemos afirmar que a fisioterapia proporciona um envelhecimento com qualidade de vida, além de oferecer o aumento da força muscular, a melhora notável na capacidade de locomoção e equilíbrio, bem como a coordenação dessas funções.
Fale conosco
Enviar mensagem
Rolar para cima

Agende uma visita gratuita