fbpx

Fonoaudióloga da Neurofisio Intensiva conclui de curso Eletroestimulação Aplicada à Motricidade Orofacial

 Utilizada há mais de meio século como técnica terapêutica na fisioterapia, a eletroestimulação é um recurso poderoso para auxiliar o processo de reabilitação de diversos distúrbios.

No campo da fisioterapia, a eletroestimulação neuromuscular se apresenta com grande importância em vários segmentos na clínica da reabilitação podendo ser usada para o aumento efetivo na força muscular, para a redução da debilidade no desempenho neuromuscular minimizando a incapacidade associada à espasticidade, nos casos de paralisias musculares, como na paralisia facial, entre outros (SANTOS, 2014).

Com o passar do tempo vem aumentando as possibilidades de aplicação da eletroestimulação em diferentes campos de atuação. A terapia convencional de fonoaudiologia aliada a esta técnica pode apresentar ótimos resultados. Afinal, algumas pesquisas já apresentaram resultados favoráveis do uso da eletroestimulação na melhora da qualidade vocal e da deglutição.

Antenada nas novidades dessa área e com o objetivo de melhor atender os pacientes da Neurofisio Intensiva, a Fonoaudióloga Karla Lins realizou o curso de Eletroestimulação Aplicada à Motricidade Orofacial, nos dias 14 e 15 de outubro. O curso foi realizado pela professora Marta Jarrus, que também é criadora das canetas que são utilizadas para a eletroestimulação na região da face e cavidade oral.

Para Karla, essa formação contribuiu bastante para oferecer melhores recursos durante as terapias. “Essa técnica pode ser utilizada em diversas patologias, como: Paralisia Cerebral, Paralisia Facial, Afasia, Distúrbios Fonoarticulatórios, entre outras” conclui a fonoaudióloga.


WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe está pronta para tirar suas dúvidas
👋 Olá!
Rolar para cima

Agende uma visita gratuita